Data: 14 de novembro de 2016

NOTÍCIAS

  • Honda apresenta carro movido a hidrogênio

  • Um modelo basicamente urbano mas com suspensões para encarar qualquer obstáculo. Inclusive, obstáculos urbanos, como irregularidades no asfalto A Honda, há bastante tempo, tem dado atenção ao segmento dos modelos movidos a hidrogênio. Tudo começou em 2007, quando a montadora começou a produzir de um modo quase artesanal o FCX Clarity, um sedã médio que chegou a receber prêmios por sua tecnologia ecologicamente correta. No Salão de Tóquio de 2015, porém, a marca dá um passo à frente, revelando o novíssimo Clarity Fuel Cell, que já tem data para estrear no mercado japonês. Trata-se do Clarity Fuel Cel, que é vendido somente no Japão. Foi o primeiro sedã movido a célula de combustível e pode rodar até 750 km sem abastecer. Uma das atrações da Honda no Salão do Automóvel, no São Paulo Expo, até o próximo dia 20, é o curioso Clarity Fuel Cell. O modelo é movido por célula de combustível de hidrogênio, o que faz com que emita apenas vapor d´agua pelo escapamento quando está funcionando, tornando-o um veículo de emissão zero. Porém, hoje em dia, o carro é vendido apenas no Japão e pode ser considerado pioneiro, com a primeira geração lançada há oito anos.

    Além do motor elétrico, de 130 kW, o Clarity também vem com um tanque de alta pressão de hidrogênio, de 70 Mpa, que permite uma autonomia de aproximadamente 750 km. O tanque de hidrogênio pode ser abastecido em cerca de três minutos, com uma facilidade equivalente a um automóvel movido a gasolina. O sedã também pode converter o hidrogênio dos tanques em eletricidade para abastecer uma casa por até sete dias. Basta conectar o automóvel a um dispositivo portátil chamado Power Exporter 9000, que o Clarity Fuel Cell se transforma em uma “usina de força sobre rodas”, fornecendo eletricidade para a residência no momento de falta de energia da rede pública. No primeiro ano de vendas no Japão, a Honda se concentrou em oferecer o carro para órgãos do governo local e empresas com os quais já mantém parceria para a popularização dos veículos movidos por células de combustível. Durante esse período, a marca apurou informações sobre o uso do Clarity Fuel Cell, assim como do dispositivo de energia externa, e compilou as diversas opiniões e solicitações dos usuários, para depois iniciar as vendas aos consumidores individuais. O Clarity é produzido na unidade de Takanezawa (município de Tochigi, no Japão) em um volume inicial de 200 unidades ao ano. A expectativa futura é lançar o Clarity Fuel Cell na Europa e Estados Unidos. Não há planos da fabricante vender o carro no Brasil de acordo com informações da fabricante. Um detalhe interessante é que o tempo gasto para preencher o tanque com hidrogênio é de três minutos, muito próximo àquele necessário para completar um tanque com etanol, gasolina ou qualquer outro combustível líquido. Ao mesmo tempo, a densidade dessas células subiu 60%, para 3,1 KW. Em termos de potência, o sedã agora oferece 177 cavalos, quase 40 cv a mais do que o antecessor. Para quem não estava habituado ao visual do FCX Clarity, vale mencionar as dimensões do Clarity Fuel Cell. Elas são bem similares às do Accord: 4,895 metros de comprimento (0,5 centímetro a mais), 1,475m de altura (igual) e 1,87m de largura (dois centímetros a mais). Elas são suficientes para que cinco pessoas ocupem a cabine de modo confortável - por sinal, o interior é bem similar à maior parte dos carros atuais da Honda. A chegada do Clarity Fuel Cell ao mercado japonês está prevista para os primeiros meses de 2016. Já em meados do próximo ano, a marca levará o sedã "verde" a mercados selecionados no continente europeu.

    Página Principal