NOTÍCIAS

Terceira geração do Hyundai i30 é antecipada por teaser e deve ser revelado no Salão de Paris

Assista vídeo:

A nova geração do Hyundai i30 está cada vez mais próxima de ser apresentada ao público durante o Salão do Automóvel de São Paulo, em Outubro. A terceira geração do hatch médio traz o seguinte slogan: “Um carro desenhado na Europa, desenvolvido na Europa, um carro europeu”. Assim o presidente do Grupo Hyundai-Kia e chefe de design Peter Schreyer apresenta o primeiro teaser da nova geração do i30. O hatch médio foi completamente reformulado para a linha 2017 e será mostrado ao vivo pela primeira vez no evento pariense. Trazendo a nova linguagem de design da Hyundai, o novo i30 se aproxima do design europeu e deixa de lado o lado exótico e ousado dos sul-coreanos. As linhas estão mais sóbrias e com ênfase no capricho em destalhes, em vez dos traços bastante vincados que marcaram a última geração do hatch médio. Faróis e grade, por exemplo, estão mais trabalhados internamente, enquanto a traseira continua a lembrar nosso HB20, mas com lanternas refinadas, com guias de LEDs. O hatch deve se inspirar no conjunto frontal e lateral do sedã médio Elantra e em relação ao carro atual, as linhas ficam mais vincadas e sérias, com o uso (aparente) dos mesmos faróis, grade hexagonal, luzes de neblina e retrovisores externos do Elantra. Internamente, o hatch flagrado tinha acabamento em dois tons, acabamento em alumínio nas maçanetas e saídas traseiras do ar-condicionado. Na mecânica, o hatch médio passa a ser oferecido apenas com motores turbo e com injeção direta de combustível. Entre as opções estarão o 1.0 12v Turbo que deve entregar cerca de 120cv e torque de 17kgfm além do 1.4 T-GDi Turbo movidos a gasolina além de outros dois motores a diesel que serão oferecidos na Europa. Entre as opções de câmbio estarão o manual de 6 marchas ou automática, de 6 velocidades e uma de dupla embreagem e 7 velocidades, dependendo do motor. Tudo isso para enfrentar a concorrência peso-pesado de Volkswagen Golf, Ford Focus e Opel Astra na Europa. No Brasil a nova geração do i30 chega em 2017. Terceira geração do Hyundai i30 fica maior e mais rápido. Modelo estreia a nova identidade visual da marca. O novo Hyundai i30 é apresentado por completo, com imagens oficiais e informações. A terceira geração já aparecia em flagras com frequência na Europa e era esperada apenas para o início de outubro, no Salão de Paris. O hatch médio muda para ser capaz de enfrentar os queridinhos do público, Ford Focus e Volkswagen Golf, ficando mais longo e apostando em novos motores, principalmente o novo 1.4 turbo de 140 cv. Preste um pouco de atenção no design do novo Hyundai i30. Muitos de seus elementos visuais irão ditar a nova identidade da marca, principalmente a grade frontal, batizada como Cascata por Peter Schreyer, o chefe de design da fabricante. A entrada de ar é levemente curvada perto da área da placa, para dar uma sensação de fluidez. Os faróis inclinados começam em uma linha que sai do topo da grade e vão aumentando sua largura até chegar perto das caixas de rodas. Algo que chega a atenção é o pouco uso de vincos, elemento muito utilizado pelos hatchbacks médios. É outra tendência da Hyundai, evitando ângulos retos. Só encontramos vincos no porta-malas, formando linhas que partem das lanternas. As luzes de posicionamento saíram do para-choque, ficando logo ao lado do fim da tampa do porta-malas. Até mesmo o vidro traseiro reflete o afastamento da marca das linhas retas, ficando menos inclinado. Do lado de dentro há uma cabine que tenta ser mais minimalista. Os botões são pequenos, para dar o máximo de espaço possível sem apelar para colocar todas as opções na central multimídia. Falando nela, a tela sensível ao toque foi posicionada acima da saída de ar, para diminuir o quanto o motorista tem que mover os olhos para observá-la. No painel de instrumentos, há uma pequena tela no centro para o computador de bordo, cercado pelo conta-giros e velocímetro, ambos analógicos. Era do turbo A principal versão do Hyundai i30 será equipada com o novo motor 1.4 T-GDI. Ao contrário do motor turbo usado no Brasil, essa unidade conta com injeção direta de combustível. Assim, é capaz de gerar 140 cv e 24,6 kgfm de torque. O modelo de entrada usará o 1.0 turbo de 120 cv e 17,4 kgfm, seguido pelo 1.4 aspirado de 100 cv e 13,6 kgfm. Para a Europa, o i30 terá versões diesel, todas com o 1.6 turbo, mas com três configurações de potência: 95 cv, 110 cv e 133 cv. A transmissão poderá ser a manual de seis marchas ou a automatizada de sete marchas e dupla embreagem, disponível apenas para os dois modelos a diesel mais potentes ou o 1.4 turbo a gasolina. O i30 N, versão esportiva com motor 2.0 turbo com mais de 360 cv fica para o ano que vem e deve ser nomeada RN30. Mexeram em toda a estrutura para equilibrar a capacidade do i30 de oferecer desempenho e conforto. Usa 53% de aço de alta-resistência, o dobro do que era usado na geração passada. Com isso, a rigidez aumentou 22%. Aproveitaram para deixar o hatch crescer, agora medindo 4,34 metros de comprimento, 1,80 m de largura, 2,65 m de entre-eixos e 1,45 m de altura. Pesa 10 kg a mais do que o anterior, alcançando os 1.316 kg na versão menos equipada. O porta-malas mede 395 litros, ou 1.301 litros com os bancos rebatidos. No Brasil É difícil dizer quando o Hyundai i30 deve chegar ao Brasil. Quando foi lançado, o hatch chegou a dominar o segmento. O jogo virou com a segunda geração, que começou a ser vendida com o motor 1.6 do HB20, desagradando muito dos clientes. Um ano depois, mudaram para o 1.8 atual, mas perderam espaço para os novos rivais, como Ford Focus e Volkswagen Golf. Com o segmento em plena queda e o péssimo momento do mercado automotivo, a Hyundai-Caoa deve esperar no mínimo um ano para trazer o hatch ao País.

  • Página Principal
  • Vitrine