| |

O mercado do veículo elétrico no Brasil: é hora de acelerar

Os veículos elétricos e seus componentes ganham cada vez mais espaço no mercado automobilístico mundial, mas ainda têm um longo caminho a percorrer no Brasil.

O momento, porém, nunca foi tão favorável às novas tecnologias. A agenda da mobilidade elétrica em nosso país começa a dominar a atenção dos prefeitos das grandes cidades, dos líderes da indústria, dos urbanistas e do Governo Federal. E o mais importante: o veículo elétrico já despertou o interesse do comprador comum.

Basta notar que, em 2017, os emplacamentos de veículos elétricos e híbridos no Brasil triplicaram em relação a 2016, passando de 1.091 para 3.296, segundo a Anfavea. Esses números parecem pouco expressivos, se comparados aos 43,4 milhões de veículos da frota circulante no Brasil em 2017 (automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus, excluindo motos), mas eles apontam para uma tendência ascendente do mercado de Veículos Elétricos.

De 2016 para 2017, as vendas de veículos elétricos cresceram 202%. Um desempenho notável para um ano ainda difícil, em que as vendas internas totais de veículos novos aumentaram apenas 9,2%. O recado do consumidor brasileiro é claro, ele está disposto a apostar na mobilidade elétrica, desde que a indústria lhe apresente bons produtos e os governos ofereçam os incentivos adequados.

“O Brasil ainda tem muito a fazer e investir, mas acredito que chegamos ao momento de crescer; em poucos anos, o carro elétrico vai competir fortemente com o carro a combustão”, diz o presidente da Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE), Ricardo Guggisberg.

Atualmente, o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) é de 25% para veículos totalmente elétricos, de 13% para híbridos e de apenas 7% para carros flex, cuja eficiência energética é muito inferior. O corte do IPI é um dos principais itens do novo programa automotivo Rota 2030, que o Governo Federal promete divulgar em breve.

Além de corrigir as distorções tributárias que encarecem o veículo elétrico no Brasil, também é preciso investir em infraestrutura de recarga, como a expansão da rede de eletropostos nas cidades e rodovias, tanto nas vias públicas quanto nas garagens dos prédios residenciais.

Em março de 2018 a ABVE apresentou um projeto à Prefeitura de São Paulo para criar uma rede de eletropostos financiada pela iniciativa privada. O projeto ainda está em análise. “Com eletropostos nos principais corredores de trânsito, o usuário terá mais uma opção, além da recarga doméstica. Ele terá mais segurança na hora de escolher um veículo elétrico”, afirma Guggisberg.

A experiência internacional, na Europa, Ásia e Estados Unidos prova que o consumidor reage positivamente aos bons estímulos. Foi assim que a China se tornou, em 2016, o maior mercado mundial da mobilidade elétrica com uma frota total de 648 mil veículos elétricos e híbridos, seguido pelos Estados Unidos com 563 mil. O país asiático tem hoje 300 mil ônibus elétricos e nada menos do que 200 milhões de motos elétricas, segundo o EV Outlook 2017, do Instituto Internacional de Energia (IEA).

No início do ano, a Noruega anunciou que 52% dos veículos novos vendidos no país em 2017 foram elétricos ou híbridos. Essa marca histórica é o resultado de quase 30 anos seguidos de sólidas políticas de apoio aos combustíveis renováveis.

Para o presidente da ABVE, o Brasil reúne todas as condições para acelerar na mobilidade elétrica. “Assim como em outros países, o mercado nacional também reagirá rapidamente, se receber os sinais corretos, tanto das empresas quanto dos governos”. De fato, o país tem um setor automotivo forte (4% do PIB) e uma história de inovação tecnológica em transporte sustentável, desde o lançamento do Proálcool (1975). Ao mesmo tempo, tem fontes de eletricidade renovável que chegam a 81% da geração total.

Alguns exemplos mostram, que a indústria brasileira está fazendo sua parte. Em março deste ano, a Toyota apresentou em São Paulo o protótipo do primeiro automóvel híbrido elétrico movido a etanol do mundo – um Prius desenvolvido no Brasil. A meta global da empresa é a hibridização de todos os seus modelos até 2050. Em 2014, a BYD – maior fabricante mundial de ônibus elétricos – instalou a sua primeira fábrica no Brasil, em Campinas. A empresa produz também automóveis e baterias elétricas.

Em outubro de 2017, a Volkswagen lançou na Alemanha o seu primeiro caminhão elétrico. O veículo foi produzido na fábrica da MAN Latin America em Resende (RJ), com tecnologia de tração elétrica da Eletra e motores elétricos da WEG, duas empresas 100% nacionais. A Eletra, aliás, tem mais de 30 anos de história na fabricação, comercialização e exportação de ônibus elétricos e trólebus, com tecnologia totalmente nacional. Desde 2009, a Volvo fabrica chassis de ônibus híbridos e já montou cerca de 30 deles para a frota municipal de Curitiba.

O mercado, agora, espera um pouco mais de incentivos do Poder Público. O Governo Federal já tomou boas iniciativas, como a redução do Imposto de Importação dos elétricos para 2% (Resolução 34 da Camex de 2016 que valeu até 31 de dezembro de 2017). Apesar destes incentivos, a medida mais importante será o corte do IPI para 7%, com a equiparação das alíquotas dos elétricos e híbridos às dos veículos flex 1.0. A indústria aguarda essa decisão para lançar novos produtos já nos próximos meses.

“Estamos trabalhando para expandir a mobilidade elétrica e torná-la acessível à população, tanto no transporte público quanto no particular”, afirmou o presidente da ABVE. “Novas oportunidades estão surgindo, e em breve a indústria lançará produtos totalmente nacionais. Está chegando o momento em que o veículo elétrico será uma escolha natural e comum a todos”, concluiu.

Todas estas tendências do mercado e da indústria automobilística elétrica e de seus componentes estarão no Veículo Elétrico Latino Americano, que acontece entre os dias 17 e 19 de setembro, no Transamérica Expo, em São Paulo.

Muito mais notícias

:) Novidades

:) Novidades Rápidas

Renault Kwid segue no top 5

Em 2018 o Kwid segue mantendo entre as 5 primeiras posições dos automóveis mas vendidos.O destaque foi o Renault Kwid. Ele fechou abril em quinto lugar, assim como já tinha feito em março. Após alguns meses em queda, depois de um bom começo, o hatch da marca francesa está voltando a crescer no mercado.

Fiat Uno 2019 pode resgatar motor 1.0 Fire em versão de entrada

Nova estratégia do hatch trará design atualizado e configuração "popular" abaixo de R$ 40 mil.Apresenta uma proposta de um carro robusto, resistente, econômico tendo assim um excelente custo-beneficio, e por isso que o carro se tornou tao popular no Brasil.

...

:) Mais novidades

BMW G 310 GS 2018 já é vendida por R$ 24.90

A BMW Motorrad do Brasil anunciou que deu início às vendas da BMW G 310 GS, a primeira trail da marca. É capaz de entregar 34 cv de potência e 2,8 kgfm de torque. O peso declarado da G 310 GS é de 169,5 kg....

Ford Mustang chega ao Brasil

O Ford Mustang é um dos carros mais icônicos de todos os tempos. Agora, pela primeira vez, será vendido no Brasil. O esportivo também recebeu um painel com tela digital configurável de 12 polegadas, amortecedores magnéticos, melhorias na suspensão e o sistema de escape ativo com o modo “bom vizinho”, que permite silenciar o ronco do motorzão V8.

Nissan bate recorde nas vendas globais de SUVs com ajuda do Kicks

A Nissan comemora nesta semana recordes alcançados em 2017 no segmento global de SUVs. Com crescimento de 12% na comparação com 2016, a marca confirma que vendeu em todo o mundo...

:) Muito mais para você !!!

:) 08 Notícias rápidas

Volvo terá versão diesel do XC60 em setembro, junto da nova perua V60

Até agora, o único rival do XC60 com motor a diesel é o Land Rover Discovery Sport, que sai por R$ 246.500 na versão mais em conta, SE

Honda CR-V mostra que evoluiu bastante na nova geração.

Maior e mais caro, o novo SUV traz as mudanças globais dos outros carros da marca. O SUV que sai por R$ 169.900

Chevrolet Camaro surge completamente renovado para a linha 2019

Cupê estreia retoques na dianteira, mais tecnologia e equipamentos no interior, além de câmbio de 10 marchas. No Brasil, só no ano que vem.

Volvo XC40: SUV compacto chega para ditar novos paradigmas

Menor utilitário esportivo da marca sueca deve ajudar a dobrar volume de vendas da fabricante no Brasil com boas novidades.

Gás do ar-condicionado acaba ou tem prazo de validade?

Se o sistema não for danificado, a resposta é não. “Os fluidos do ar-condicionado não se esgotam e têm validade indeterminada, pois são substâncias estáveis e circulam em um sistema hermeticamente fechado”.Apesar disso, os fabricantes de veículos recomendam que o fluido seja reciclado a cada cinco anos

Caiu em um buraco onde não tem sinalização? Receba pelo seus prejuizos

São comuns os casos de usuários dessas rodovias que foram ressarcidos por avarias decorrentes de asfalto mal conservado e buracos na pista.Opte por entrar com o processo no Juizado Especial Cível (o antigo Juizado de Pequenas Causas), e não tem custas processuais.

Gol e Voyage automáticos são confirmados pela VW

Tanto o Volkswagen Gol quanto o Voyage receberão o mesmo câmbio automático de 6 marchas usado na linha do Polo e Virtus.

Renault Duster automático CVT entrega o que promete

O SUV vem com a nova transmissão automática em sua versão mais cara, a Dynamique, de R$ 81.490

Quer assegurar aos seus funcionários a saude e da sua empresa?

A excelência é o mantra da AMX SEGUROS. Atendimento diferenciado, respeito aos clientes e a mais alta profissionalização de seus parceiros e associados são a marca registrada de nosso trabalho. Trabalhamos todos os dias para levar até você a melhor solução, seja pessoa física ou jurídica.

Em todo o Brasil a Inspeção veicular suspensa. Saiba quando...

Prevista para começar em 2019, a inspeção técnica veicular obrigatória foi suspensa por tempo indeterminado pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). A decisão foi tomada após pedido dos Detrans para rediscutir os requisitos e prazos para implementação

Chevrolet anuncia chegada do Camaro SS 2018 neste mês

Chevrolet anuncia que a terceira remessa do Camaro SS já está a caminho do Brasil com previsão de chegada agora na segunda quinzena deste mês, com disputa direta com o Mustang 2018 da Ford.

Honda, enfim, vai inaugurar fábrica em Itirapina, SP

Pronta desde 2016, a fábrica da Honda em Itirapina, no interior de São Paulo, enfim tem data para ser inaugurada. A montadora começará produzir lá em 2019.

:) As mais requisitadas

...

Você sabia ?

Notícias rápidas

Vendas de veículos movidos a GNV cresceu 2017

O volume de vendas de carros movidos a GNV (Gás Natural Veicular) na OLX em 2017 aumentou 25% no comparativo com 2016. Essa alta pode ser reflexo dos reajustes dos combustíveis no ano passado..

Novo modelo de placa de carro, com chip em 2018

O Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) publicou no Diário Oficial da União desta quinta-feira o novo formato do emplacamento de veículos. A medida estipula que a frota nacional deverá ter o mesmo modelo adotado pelo Mercosul. O padrão será adotado obrigatoriamente em todos os carros a partir de 2023, mas já valerá para novos registros e transferências de domicílio após setembro de 2018..

Ford Mustang: primeiro lote chegou ao Brasil

Com mais de 50 anos de história, o Ford Mustang chega oficialmente ao Brasil pela primeira vez. O primeiro lote do modelo desembarcou no terminal portuário da montadora no Canal de Cotegipe, na Bahia. A previsão é de que, até o final do mês, os veículos sejam entregues a clientes que adquiriram o possante na pré-venda...

Tópicos: Escolhidos pela redação

  • 50 mais vendidos janeiro 2018

    BMW G 310 GS 2018 já é vendida por R$ 24.90

    A BMW Motorrad do Brasil anunciou que deu início às vendas da BMW G 310 GS, a primeira trail da marca. É capaz de entregar 34 cv de potência e 2,8 kgfm de torque. O peso declarado da G 310 GS é de 169,5 kg....

    Ford Mustang chega ao Brasil no Brasil

    O Ford Mustang é um dos carros mais icônicos de todos os tempos. Agora, pela primeira vez, será vendido no Brasil. O esportivo também recebeu um painel com tela digital configurável de 12 polegadas, amortecedores magnéticos, melhorias na suspensão e o sistema de escape ativo com o modo “bom vizinho”, que permite silenciar o ronco do motorzão V8.

    Nissan bate recorde nas vendas globais de SUVs com ajuda do Kicks

    A Nissan comemora nesta semana recordes alcançados em 2017 no segmento global de SUVs. Com crescimento de 12% na comparação com 2016, a marca confirma que vendeu em todo o mundo...

    Solicitada pelos usuários

    Comprar novo popular ou usados de luxo

    Como Honda Civic, Toyota, Nissan, Ford e outros.Veja relação dos carros usados que não param nas lojas.Será que vale a pena comprar um?

    Auto Elétrico surpreende

    A montadora de carros elétricos Tesla superou a tradicional Ford em valor de mercado. A valorização ocorreu um dia após a empresa de Elon Musk anunciar um recorde de vendas no primeiro trimestre. Com expectativa crescente para os próximos meses.

    Autos até 40 mil

    Ficou na dúvida de qual carro 0km escolher por até R$ 40 mil? Leiam mais

    Novidades

    Visite nosso Facebook

    Sucesso em 2018

    Tracker

    Chevrolet Tracker Premier chega por R$ 96.790...

    Leia mais

    Fiat Argo sedan

    Novo Fiat Argo sedan chega ao Brasil no começo de 2018...

    Leia mais

    Carraço

    Chevrolet Camaro ganha série especial...

    Leia mais

    Kwid

    SURPRESA: Entre os carros vendidos...

    Leia mais

    Mais lidas:

    Seminovo

    Compre bem

    Enquanto o mercado de veículos 0km no país ainda mostra os primeiros sinais de recuperação,

    SCOOTER-SH-150i-2017

    Cliquem leiam mais notícias

    Conheça o Scooter Honda SH 150i - Elegante do seu jeito.A partir de R$ 12.450.

    Moto Honda

    Leiam mais

    O modelo traz pouco em itens de série, mas compensa com agilidade, robustez e economia....

    VOLTAR TOPO