NOTÍCIAS

Aventureira Kawasaki lança Versys-X 300,de baixa cilindrada

Quem pensa em Kawasaki normalmente lembra de motos grandes, de nomes lendários como Ninja ou Z1000. Mas a fábrica japonesa tem, cada vez mais, pensado em quem tem menos dinheiro no bolso ou experiência ao guidão para apresentar modelos menores, com visual, recursos e performance que lembram as máquinas de sonho – é assim, por exemplo, com a Ninja 300 e sua versão sem carenagem Z300, sucessos de vendas em todo o mundo. Pois não faz muito tempo e a marca verde apostou no segmento das crossover, as motos com porte de maxienduro, conforto de touring e entrega de potência dócil (se o condutor quiser diversão, basta torcer o cabo um pouco mais). Uma proposta resumida no nome: Versys, que lembra versatilidade. A 1.000 e a 650 já são figurinhas fáceis nos principais mercados e, para 2017, ganham a companhia de uma irmã menor, a Versys X-300. Que tem a proposta de manter as características da linha, num formato mais compacto. O motor é o mesmo bicilíndrico em linha refrigerado a água da dupla Ninja/Z300, devidamente amansado para ganhar em torque, já que velocidade final não é propriamente prioridade. O quadro tubular em aço e as suspensões (garfo Showa 41mm na dianteira e monoamortecedor com sistema Uni-Trak na traseira) proporcionam uma posição mais relaxada de condução, mas o conjunto de rodas aro 19 na frente e 17 atrás permite algumas estripulias off-road, lógico que sem exageros. A bolha da carenagem é generosa, o painel é o mesmo da Ninjinha, com contagiros analógico e display digital, e o sistema de freios é um confiável Nissin, com discos em formato margarida. O banco em dois estágios oferece conforto ao garupa e as alças laterais de apoio, assim como o bagageiro, permitem a montagem de alforjes ou cases para uma viagem despretensiosa. E o desenho do tanque, aletas e rabeta casou perfeitamente com a proposta.

Nos Estados Unidos, onde foi lançada inicialmente, a X-300 custa mais do que acessíveis US$ 5.400 (sem o ABS), o que, por aqui, seriam cerca de R$ 18.000. Que ela vai aparecer no Brasil é certeza, embora não tão barata por conta de impostos mil e custos variados, mas é bom que Honda XRE 300 e Yamaha Tenerè 250 ponham as barbas de molho, porque a pequena Versys tem tudo para agradar A linha trail da Kawasaki recebe um importante reforço, ao menos na Europa. A Versys-X 300 chega como opção de entrada com motor da Ninja 300, a "Ninjinha", para concorrer com as aventureiras de baixa cilindrada, como a BMW G 310 GS.  Apresentada durante o Salão de Milão, a "Versynha" mantém a posição de pilotar elevada das irmãs maiores, com rodas de 19" na dianteira e 17" na traseira, para atacar com maior estabilidade os grandes buracos dos centros urbanos. O motor é o já conhecido da Ninja, com dois cilindros em linha e 300 cc³, 39 cv, ligado ao câmbio seis marchas, com final por corrente. Segundo a marca, a autonomia chega aos 400 km no tanque de 17 litros, uma média de 23,5 km/l.  A aventureira ainda traz o guidão largo, suspensão de curso longo com regulagem de carga na traseira, um pequeno para-brisa e freio a disco nas duas rodas. Na versão Adventure, há malas laterais e protetor de motor. Não há expectativa de chegada ao Brasil.  Página Principal

A Super Picape Ram 1500: Prevista para o Brasil até fim de ano de 2016 DETALHES
CH-R chega com versão híbrida e outra com motor 1.2 turbo DETALHES
Honda apresenta carro movido a hidrogênio DETALHES
HONDA: A nova trail Honda XRE 190 DETALHES

Vitrine